AUDITORIA

A Auditoria e o contributo para reforço da credibilidade da informação financeira

1. Necessidade de reforço da credibilidade

No dealbar de um novo milénio, os negócios das sociedades inserem-se num meio envolvente cada vez mais transparente, em que os potenciais utilizadores da informação – Estado, Banca, investidores, accionistas, credores, clientes (decisores que se baseiam nessa informação no seu processo de tomada de decisão) – procuram informação fiável, já não meramente sob a forma escrita, mas também, cada vez mais, pela simples selecção de um ícone de um web-site de uma companhia.

Esses utilizadores necessitam de ter confiança em que a informação fornecida por uma empresa é credível: que foi preparada objectivamente e apresentada de forma verdadeira; essa credibilidade pode ser reforçada por via da intervenção de profissionais independentes.

2. Objectivo da auditoria

O objectivo essencial da auditoria é o de habilitar o auditor/revisor a expressar uma opinião quanto a se as demonstrações financeiras estão ou não preparadas, em todos os aspectos materialmente relevantes, de acordo com uma estrutura conceptual de relato financeiro identificada (PCGA – Princípios Contabilísticos Geralmente Aceites).

Os conceitos usados para expressar a opinião do auditor/revisor são: “dão uma imagem verdadeira e apropriada” ou “apresentam razoavelmente em todos os aspectos materialmente relevantes” (NIR 200 – Objectivo e Princípios Básicos que Regem a Revisão/Auditoria de Demonstrações Financeiras).

3. Responsabilidades dos gestores e dos auditores

O auditor/revisor é responsável pela formação e expressão de uma opinião profissional e independente sobre as demonstrações financeiras.

Porém, a responsabilidade pela preparação e apresentação dessas demonstrações financeiras é da gerência da entidade.

A responsabilidade pela prevenção e detecção de fraudes e erros reside na gerência, através da implementação e do funcionamento continuado de sistemas contabilístico e de controlo interno adequados. Tais sistemas reduzem mas não eliminam a possibilidade de fraudes e erros.

O auditor/revisor não é nem pode ser responsabilizado pela prevenção de fraudes e erros; não obstante, o facto de ser levada a efeito uma revisão/auditoria anual actuará necessariamente como um dissuasor.

4. Reforço da credibilidade pelos auditores

A opinião do revisor/auditor aumenta a credibilidade das demonstrações financeiras ao proporcionar um elevado nível de segurança.

A segurança absoluta não é atingível em consequência de factores tais como a necessidade de julgamento, o uso de testes e as limitações inerentes de quaisquer sistemas contabilístico e de controlo interno.

Por outro lado, se bem que a opinião do revisor/auditor aumente a credibilidade das demonstrações financeiras, os utentes não podem assumir que essa opinião é uma segurança quanto à futura viabilidade da entidade nem quanto à eficiência ou eficácia com que a gerência conduziu os negócios da entidade.

5. Regulamentação da actividade dos auditores

Num contexto de globalização, quer as companhias multinacionais, quer os investidores, quer as entidades regulamentadoras do mercado de capitais, quer instituições como o Banco Mundial ou a Comissão Europeia, procuram a harmonização dos princípios contabilísticos e das normas de auditoria. Tal constitui uma oportunidade sem precedentes para o mundo da contabilidade, de forma a assegurar que os relatórios dos profissionais de contabilidade de todos os países sejam claros e consistentes e que vão de encontro às necessidades dos decisores.

Assim, tal como as práticas contabilísticas são orientadas no sentido da uniformização, nomeadamente por organismos internacionais como o IASC (International Accounting Standards Committee) – que vem emitindo as chamadas Normas Internacionais de Contabilidade – também a actividade dos Auditores / Revisores está sujeita a regras precisas, definidas em Portugal pela OROC (Ordem dos Revisores Oficiais de Contas), traduzidas em Normas Técnicas, as quais são suplementadas e desenvolvidas por Directrizes de Revisão/Auditoria; supletivamente, são aplicáveis as normas e recomendações de auditoria – International Standards of Auditing (Normas Internacionais de Revisão) – emitidas pela IFAC (Internacional Federation of Accountants).

Adicionalmente, para assegurar a qualidade da revisão das demonstrações financeiras, a OROC implementou um sistema de controlo de qualidade do trabalho dos Revisores Oficiais de Contas, constituindo-se como um garante do papel dos revisores no reforço da credibilidade da informação financeira.

6. Outros contributos para a credibilidade

Como referido, a responsabilidade inicial reside no órgão de gestão das entidades; deverá assegurar que a empresa tem uma estrutura adequada, em ordem à correcta aplicação das normas contabilísticas, visando a produção de demonstrações financeiras de qualidade.

Após a expressão da opinião/Certificação Legal das Contas pelo Auditor/Revisor, as demonstrações financeiras são também sujeitas à apreciação e parecer do Conselho Fiscal / Fiscal Único, previamente à sua aprovação pela Assembleia Geral de accionistas (que têm o poder de não aprovar o relatório e contas).

Algumas entidades inseridas em sectores específicos ou com valores mobiliários cotados – compreendendo contudo um número limitado de sociedades – são objecto de supervisão por organismos reguladores ou de tutela, nomeadamente: Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, Banco de Portugal ou Instituto de Seguros de Portugal.

Numa fase subsequente, a credibilização pode passar pelo sistema judicial (Tribunais), nomeadamente por via de recursos interpostos, em geral, por accionistas ou credores.

Por fim, a imprensa e opinião pública, responsáveis pela transmissão da informação financeira, dispõem também de algum poder para influenciar as decisões dos utilizadores da informação financeira (a informação pode ser divulgada numa forma completa e pelos meios a que a lei obriga, mas pode também limitar-se a notícias, recomendações, opiniões, não compreendendo as próprias demonstrações financeiras).

7. Relevância do papel dos auditores

Tendo em atenção as características, a regulamentação e o controlo a que são sujeitos no desenvolvimento da sua actividade, assim como a abrangência do universo empresarial que cobrem, os auditores/revisores desempenham um papel decisivo.

Beneficiam de um conhecimento profundo das entidades e procedem a uma revisão independente e objectiva. Em última análise, a sua intervenção é expressa através da certificação – de divulgação pública – de que as demonstrações financeiras foram preparadas e apresentadas em conformidade com os PCGA, em todos os aspectos materialmente relevantes ou, caso contrário, pela emissão de opinião qualificada (com reservas) ou opinião adversa.

(Texto inicialmente preparado para publicação no “Boletim BL&C”, em Novembro de 2000)

32 respostas

28 08 2007
Gualter Bata

Gostei do conteudo , espero que me enviem material igual ou relacionado para o meu endereço electrónico.

obrigado pela atenção

15 11 2007
lidia

Amei a materia, se puder por favor envie-me explicações resumidas sobre algumas normas do IFAC.

Obrigada

26 04 2008
Adelino sousa

gostei da sua publicação e gostaria de se puder enviar-me as normas de IFACe AICPA.
os meus agradecimentos

6 06 2008
Ana Saldida

Fantástica a sua publicação. Se tiver alguns textos que me possam ajudar a desenvolver um trabalho sobra a implicação da mensuração ao justo valor no trabalho do auditor e na auditoria em geral, envie-me por favor.

Obrigada.

13 10 2008
Argentina changule

Gostei da matéria meramente resumida que me foi muito útil na percepção da materia, gostaria que me elucidasse sobre as normas/principios da auditoria internacional. Muito obrigada.

3 02 2009
Filipe Chissingui

Gostei da materia espero que me envies pontos chaves para a realizacao de uma auditoria financeira.

17 02 2009
Mariana Ribeiro

Boa noite, estou a desenvolver um trabalho sobre a Auditoria das mensurações pelo justo valor e respectivas divulgações (tal como uma colega ja escreveu, apesar de não a conhecer) e queria pedir-lhe se me podia enviar alguma informação sobre o tema. Trata-se de um trabalho no âmbito do Mestrado de Auditoria no ISCAL na cadeira de Auditoria Financeira.

Agradeço desde já a atenção dispensada,

MarianaR

24 02 2009
Lucia Fernandes

Se tiver alguns textos que me possam ajudar a desenvolver um trabalho sobre as alterações normativas na Auditoria após “Sarbones Oxely” e seus efeitos na opinião ao Auditor, envie-me por favor.
obrigada.

25 03 2009
Nelson

Bom dia .

Na sequençia da realização de um trabalho academico da disciplina de Auditoria, venho pr este meio solicitar , dentro do possivel, alguma informação sobre a ISA 700 .

Agradeço imenso a atenção dispensada.

29 04 2009
Ruben P Carlos

Excelente post, gostei muito de ler alguns conteúdos do seu blog. Sou aluno do mestrado em Finanças no ISEG e procuro material para um trabalho com o tema: “A Auditoria de PME – particularidades e perspectiva de criação de valor”. Deste modo, se me pudesse disponibilizar algum material relevante na área da auditoria em PME’s, fico muito grato. Cumprimentos.

7 05 2009
Ana Sofia Rodrigues

Bom dia,

Sou aluna de mestrado do ISEG, estando no âmbito da cadeira de Fusões, Aquisiões e Reestruturações Empresariais a desenvolver um trabalho sobre: O papel da Auditoria nas PME: particularidades e perspectiva criação valor. Gostaria de saber se possui algum material sobre a Recomendação Internacional de Prática de Revisão/Auditoria 1005. Se tiver algum material relavante nesta área ficaria grata pela sua cedência.

Cumprimentos,

Ana Sofia Rodrigues

9 07 2009
Hildenê

Amei a materia acima, pois pretendo desenvolver minha monografia sobre auditoria, poderiam me enviar alguma sugestao para que eu use no meu tema?
Agradeço antecipada a atenção
Hildenê Lopes

10 08 2009
Diogo Amaral

Sem dúvida que é um tema interessante e bem resumido.
Estou a preparar a minha mopnografia sobre o final do meu curso de contabilidade e auditoria, em Moçambique, subordinada ao tema:
“O papel da auditoria interna vs inspeção nos bancos comerciais em Moçambique” – como evoluiu a inspeção.
Solicito todo o apoio no sentido de obter conselhos, informação, literatura, etc., para que possa avançar com o tema.
Aguardo
Cumprimentos

6 10 2009
Rui Santos

Bom dia,

Sou licenciado em contabilidade e auditoria, trabalho em Angola. A informação contida neste site é bastante pertinente e necessito de mais informação da materia de auditoria e fiscalidade dado que são duas areas bastante solicitadas no meu ramo.

Agradecia imenso a vossa disponibilidade

continuação de um bom trabalho

27 10 2009
Ana Duarte

Boa noite!
Sou aluna do mestrado em Auditoria no ISCAP e procuro material para um trabalho com o tema: “Que alterações o Novo Sistema de Normalização Contabilística irá provocar na abordagem de auditoria?”
Se pudesse disponibilizar algum material sobre esta matéria agradecia imenso.
Obrigada.
Ana

9 04 2010
Belkiss

Interessante, ajuda na percepçao.
Agradecia que me enviasse material sobre auditoria informatica.
Obgda
Belkiss

3 01 2012
delia soto

Também procuro temas para teses de auditoria informática, por favor enviem sugestões para delia.soto@petromoc.co.mz

13 04 2010
Zefanias Moiane

Bom dia.

Sou estudante do curso de Gestão de Empresas na Escola Superior de Contabilidade e Gestão da Universidade Pedagógica e, certamente este artigo ajudou me a eliminar algumas dúvidas que tinha e a aprofundar mais os meus conhecimentos nesta área,

“Kanimambo”

Cumprimentos…

18 05 2010
ramalho massango

gostei muito do teu trabolho

22 08 2010
Lara

ola,
sou estudante e finalista do curso de auditoria informática. encontro-me em uma fase complicado por ainda não saber defenir o meu tema de trabalho de fim do curso. sei que quero falar de algo que tenha a ver com a auditoria informatica, papael dos auditores informaticos e o seu impacto mas ainda não sei como formular para não me perder.
aguardo dicas
bjo

8 11 2010
Ricarda Santos

Boa noite
Sou aluna do mestrado em Auditoria no ISCAP e procuro material sobre auditoria e revisão de contas e também sobre as normas internacionais de auditoria (ISA), para elaborar a minha tese do referido mestrado.
Pode indicar-me um manual sobre estes assuntos e se possível enviar-me as ISA traduzidas para portugês?
Obrigada
Ricarda Silva

2 08 2011
fra

Gostei do material de Auditoria, Gostaria que me enviassem outros Iguas relacionados com auditoria
Sou estudante do Istututo Comercial
Franjo

3 08 2011
waya

boa tarde seo estudante so ISPG curso de contabilidade e auditoria, gostaria de ter alguma informação a cerca de auditoria informatica, de modo que possa consolidar o que estou a estudar.
agradeceria a disponibilidade, gostei do blog aquele abraço

waya

25 11 2011
Manuela

Ola,
Sou aluna do Curso de Contabilidade e Administração e pretendo elaborar a minha monografia sobre o tema Auditoria em PMEs. Agradecia, se possivel, que me enviassem algum material sobre o tema.

15 04 2012
Juuh Marlen

Ola Boa noite, gostei imenso o texto!! Ajudou-me a sanar algumas duvidas que tinha sobre essa matéria!!
Sou estudante do Instituto Superior de Ciências e tecnologias de Moçambique,Gostaria que me enviassem textos relacionados com a ética e deontologia do auditor!!!

Obrigada!

16 05 2012
andry

Ola, gostei das dicas, mas agradeceria que desses mais sugestoes indicando a bibliografia.

22 11 2012
Elizeu Vunge

Gostei deste texto, sou estudante de contabilidade pelo Instituto Superior Metropolitano de Angola, pretendo elabora a minha monografia com o tema a importancia da contabilidade financeira nas tomadas de decisões. peço que me envie um material relacionado a este tema.

21 01 2013
Néusia Maria António Nhamua

sou uma estudante de contabilidade e auditoria, procuro um tema para o trabalho do fim do curso urgentemente, peço ajuda

22 03 2013
Joana Pinheiro

Sou uma estudante do Mestrado de Auditoria e Fiscalidade na Universidade Católica e procuro sugestões de temas para a tese. Gostava de desenvolver algo relacionado com a fraude/ alisamento de resultados mas não sei bem ao certo o quê. Poderia-me dar algumas ideias e sugestões de livros a ler? Obrigada

26 08 2013
gustavo cambaco

Sou Gustavo Cambaco, Auditor de profissao aborei as matereias abordados nesta pagina. peço para me enviar o texto da norma de auditoria 550 trabalhos relacionados, tambem a norma que trata de relatorios especiais e o codigo de etica.

27 08 2013
gustavo cambaco

Adorei a página e gostaria de passar a ter correspondências com o Dr. Leonel Vicente para passar a me enviar as normas internacionais de auditoria (ISAS) actualizadas, a partir das matérias introdutórias até conclusões e relato de auditoria (ISAS 100-199, 200-299, 300-499, 500-599, 600-699, 700-799 e 800-899)
1 abraço.
Gcambaco.

30 08 2013
Adelia Rodrigues

Gostei da abordagem muito resumida e muito útil para despertar a curiosidade.
um abraço,

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s




Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: